Filtro de procura
Voltar

FCC participa do Encontro Empresarial Espanha-Portugal

24/04/2018

FCC participa do Encontro Empresarial Espanha-Portugal

FCC participa do Encontro Empresarial Espanha-Portugal

A FCC participou em 17 de abril passado do Encontro Empresarial Espanha-Portugal, realizado em Madri e organizado pela Secretaria de Comércio do Estado; a Embaixada de Portugal na Espanha; a Agência de Investimento e Comércio Exterior de Portugal, AICEP; a Confederação Empresarial de Portugal, CIP; a Câmara de Comércio de Espanha e a CEOE.

A representação máxima das empresas do setor participou do evento. A FCC foi representada pela presidente do grupo, Esther Alcocer. A cerimônia foi aberta por Inmaculada Riera, diretora geral da Câmara de Comércio da Espanha e pelo presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, em visita de Estado à Espanha. A cerimónia de encerramento foi levada a cabo pelo Director Geral do Comércio Internacional e Investimento do Secretário de Estado do Comércio, José Luis Kaiser, que destacou as boas relações que Espanha e Portugal mantêm há anos.

Na reunião de negócios, da qual participaram mais de 300 empresários, foram abordados temas de interesse comum, como os instrumentos de apoio à internacionalização em Espanha e em Portugal; cooperação comercial bilateral e em países terceiros; cooperação empresarial transfronteiriça; o Mercado Ibérico de Energia; e a Plataforma Logística Ibérica e sua conexão com a Europa, África e América Latina. A reunião de negócios foi moderada pelo vice-presidente da CEOE e presidente da Comissão da União Européia, José Vicente González.

FCC em Portugal

A área de construção da FCC está presente em Portugal desde 1997, através da empresa Ramalho Rosa Cobetar. A empresa portuguesa executou recentemente projetos como o Túnel de Águas Santas, a reabilitação do Pavilhão Carlos Lopes, que hoje acolhe eventos como os concursos Lisboa Fashion, WEB SUMMIT e gastronomia internacional.

Actualmente, a RRC desenvolve projectos como a reabilitação da Ilha da Culatra ou a modernização da Linha da Beira Baixa, entre a Covilhã e a Guarda (Portugal). Este contrato permitirá a reabertura da operação ferroviária de 46 quilômetros desta filial, que havia sido fechada ao tráfego ferroviário desde 2009. O desenvolvimento deste projeto é fundamental e estratégico para a melhoria da infraestrutura do país, revitalizando o transporte ferrovia no norte do país e conectando e conectando com a Espanha.